Este post é movido pela notícia de que “o magistério segue sendo a carreira de pior remuneração no país dentre os profissionais com nível superior” do Jornal O Globo http://oglobo.globo.com/educacao/professor-ainda-pior-salario-4954397#ixzz277OjgvoK. ‎

1. FATO: professores têm piores salários dentre os profissionais com nível superior.
2. POLÊMIA: aumentar salário não necessariamente aumenta a qualidade do ensino.
3. FATO + POLÊMICA: É evidente que o professor não desempenhará melhor suas tarefas somente porque ganha mais, mas é tão evidente quanto que quanto melhores forem as condições para tal desempenho, maiores são as chances de que isso ocorra. Outro aspecto essencial é que melhores salários (salários verdadeiramente dignos) poderão transformar a realidade da escolha pelo magistério, passando-se da “falta de opção” (“não tenho nota suficiente para optar pelo curso que realmente queria, então vou fazer esse curso mesmo”) para o “vou fazer licenciatura porque quero ser professor e sei que poderei ter uma vida digna a partir dessa profissão”.

Preciso deixar claro que a questão salarial é uma dentre muitas para a “medição” da possibilidade de êxito nessa profissão tão complexa e estratégica como o magistério, mas creio que temos que parar com esse pudor em discutir que a questão salarial é de fato importante e que essa desvalorização do professor é IMORAL!!!

Anúncios